Instagram

Ganso: São Paulo topa pagar à vista, e Santos responde nesta quarta-feira


O São Paulo enviou ao Santos, no fim da tarde desta terça-feira, uma nova proposta por Paulo Henrique Ganso. O clube oferece R$ 23,8 milhões à vista, além de uma cláusula de mais-valia. Se o jogador for vendido pelo Tricolor nos próximos dois anos por um valor maior do que será pago agora, o Peixe terá direito a 5% do lucro obtido pelo São Paulo.

Tudo foi acertado num encontro na manhã de terça, em que os presidentes Juvenal Juvêncio e Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, além do diretor de futebol tricolor, Adalberto Baptista, chegaram a um consenso sobre a proposta. Porém, um problema judicial entre Santos e DIS, grupo de investidores que detém 55% dos direitos econômicos do jogador, pode impedir a transferência.

Recentemente, o DIS ganhou na Justiça o direito de penhorar 20% das receitas do Santos, em razão de uma dívida do clube referente às vendas de Wesley para o Werder Bremen, e André para o Dínamo de Kiev, ambas em 2010. Como os investidores têm total interesse em ver Ganso no São Paulo, a diretoria alvinegra se aproveitou disso e exigiu que as ações fossem retiradas, além do valor da dívida ser renegociado.

Delcir Sonda, presidente do grupo, não aceitou atrelar um negócio ao outro. O DIS espera que o Santos aceite a proposta são-paulina, independentemente da pendência judicial. O Comitê de Gestão deverá analisar e responder à oferta, que já está em mãos, na manhã desta quarta-feira, mas sem a presença de Laor, que embarcou nesta terça para a Suíça, onde terá reuniões na Fifa. O GLOBOESPORTE.COM apurou junto a uma pessoa ligada ao Santos que a tendência é de que o negócio seja concretizado.

Essa foi a quarta proposta enviada pelo São Paulo ao Santos. A primeira, no dia 21 de agosto, foi considerada "ridícula" pelos dirigentes. O Tricolor queria pagar R$ 23 milhões por 100% dos direitos econômicos de Ganso. Assim, o Peixe, que seria obrigado a repassar 55% ao DIS, ficaria apenas com R$ 10,7 milhões. A segunda proposta, nove dias depois, atingiu cerca de R$ 28 milhões (R$ 12,6 milhões para o Santos), e também foi prontamente recusada.

Convencido de que não conseguiria adquirir Ganso em sua totalidade, o São Paulo chegou a um acordo com o Santos na noite da última sexta-feira, e na segunda mandou uma proposta de R$ 23,8 milhões, divididos em duas parcelas: a primeira, de R$ 12 milhões, a ser paga imediatamente, e outra de R$ 11,8 milhões com prazo até fim de janeiro de 2013. A forma de pagamento desagradou ao Peixe, que novamente recusou.

Agora, com ajuda do DIS, que está pagando parte do valor, os tricolores toparam enviar o dinheiro à vista e ainda incluíram a cláusula de mais-valia. Inicialmente, o Santos queria 10% sobre um futuro lucro, mas o São Paulo convenceu o rival a aceitar 5%.

Como as inscrições no Campeonato Brasileiro se encerram na sexta-feira, essa deve ser a última cartada de São Paulo e DIS para tirarem Ganso da Vila Belmiro. O jogador já manifestou sua vontade de jogar no Morumbi ao São Paulo, ao presidente Luis Alvaro e ao técnico do Grêmio, Vanderlei Luxemburgo, o que fez o clube gaúcho desistir de sua contratação FONTE.Por Adilson Barros, Alexandre Lozetti e Marcelo Hazan

São Paulo e Santos, SP